Digite o assunto que precisa em nosso blog




quinta-feira

Primeira Leitura do dia 27/02/2014 - Quinta-feira - 7ª Semana do Tempo Comum - Ano A

1ª Leitura - Tg 5,1-6
Vossa riqueza está apodrecendo.

Leitura da Carta de São Tiago 5,1-6

1E agora, ricos, chorai e gemei,
por causa das desgraças que estão para cair sobre vós.
2Vossa riqueza está apodrecendo,
e vossas roupas estão carcomidas pelas traças.
3Vosso ouro e vossa prata estão enferrujados,
e a ferrugem deles vai servir de testemunho contra vós
e devorar vossas carnes, como fogo!
Amontoastes tesouros nos últimos dias.
4Vede:
o salário dos trabalhadores que ceifaram os vossos campos,
que vós deixastes de pagar,
está gritando,
e o clamor dos trabalhadores
chegou aos ouvidos do Senhor todo-poderoso.
5Vós vivestes luxuosamente na terra,
entregues à boa vida,
cevando os vossos coraçðes para o dia da matança.
6Condenastes o justo e o assassinastes;
ele não resiste a vós.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus!

Salmo do dia 27/02/2014 - Quinta-feira - 7ª Semana do Tempo Comum - Ano A

Salmo - Sl 48 (49),14-15ab. 15cd-16. 17-18. 19-20 (R. Mt 5,3)
R. Felizes os humildes de espírito
porque deles é o Reino dos Céus!

14Este é o fim do que espera estultamente, *
o fim daqueles que se alegram com sua sorte; 
15asão um rebanho recolhido ao cemitério, +
be a própria morte é o pastor que os apascenta.R.
15cSão empurrados e deslizam para o abismo.
15dLogo seu corpo e seu semblante se desfazem, *
e entre os mortos fixarão sua morada.
16Deus, porém, me salvará das mãos da morte *
e junto a si me tomará em suas mãos.R.
17Não te inquietes, quando um homem fica rico *
e aumenta a opulência de sua casa;
18pois ao morrer não levará nada consigo, *
nem seu prestígio poderá acompanhá-lo.R.
19Felicitava-se a si mesmo enquanto vivo: *
'Todos te aplaudem, tudo bem, isto que é vida!'
20Mas vai-se ele para junto de seus pais, *
que nunca mais e nunca mais verão a luz!R.

Evangelho do dia 27/02/2014 - Quinta-feira - 7ª Semana do Tempo Comum - Ano A

Evangelho - Mc 9,41-50
É melhor entrar na Vida sem uma das mãos,
do que, tendo as duas, ir para o inferno.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 9,41-50
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
41Quem vos der a beber um copo de água, porque sois de Cristo,
não ficará sem receber a sua recompensa.
42E se alguém escandalizar um destes pequeninos que crêem,
melhor seria que fosse jogado no mar
com uma pedra de moinho amarrada ao pescoço.
43Se tua mão te leva a pecar, corta-a!
É melhor entrar na Vida sem uma das mãos,
do que, tendo as duas, ir para o inferno,
para o fogo que nunca se apaga.
45Se teu pé te leva a pecar, corta-o!
É melhor entrar na Vida sem um dos pés,
do que, tendo os dois, ser jogado no inferno.
47Se teu olho te leva a pecar, arranca-o!
É melhor entrar no Reino de Deus com um olho só,
do que, tendo os dois, ser jogado no inferno,
48'onde o verme deles não morre,
e o fogo não se apaga'.'
49Pois todos hão de ser salgados pelo fogo.
50Coisa boa é o sal.
Mas se o sal se tornar insosso,
com que lhe restituireis o tempero?
Tende, pois, sal em vos mesmos
e vivei em paz uns com os outros.
- Palavra da Salvação.
- Glória a Vós, Senhor!

Reflexão do Evangelho do dia 27/02/2014 - Quinta-feira - 7ª Semana do Tempo Comum - Ano A

Reflexão - Mc 9, 41-50
É muito comum ouvirmos que isso ou aquilo é escandaloso e, normalmente, quando isso acontece, o fato está relacionado com questões de sexualidade. O escândalo é muito mais do que isso. Dar escândalo significa ser ocasião de pecado para as outras pessoas, independentemente da natureza ou da forma do pecado. 

Jesus nos mostra no Evangelho de hoje a importância que devemos dar para os nossos atos, para que eles sejam testemunho da nossa adesão ao Reino de Deus e não uma negação da nossa adesão que tenha como conseqüência o afastamento das pessoas. Não podemos nos esquecer de que a nossa fidelidade a Jesus no nosso dia a dia é a nossa grande arma no trabalho evangelizador.

São Gabriel das Dores e São Nicéforo - Santo dia - 27/02/2014

São Gabriel de Nossa Senhora das Dores

No dia primeiro de março de 1838 recebeu o nome de Francisco Possenti, ao ser batizado em Assis, sua cidade natal. Quando sua mãe Inês Friscioti morreu, ele tinha quatro anos de idade e foi para a cidade de Espoleto onde estudou em instituição marista e Colégio Jesuíta, até aos dezoito anos. Isso porque, como seu pai Sante Possenti era governador do Estado Pontifício, precisava a mudar de residência com freqüência, sempre que suas funções se faziam necessárias em outro pólo católico.

Possuidor de um caráter jovial, sólida formação cristã e acadêmica, em 1856 ingressou na congregação da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, fundada por São Paulo da Cruz, ou seja, os Passionistas. Sua espiritualidade foi marcada fortemente pelo amor a Jesus Crucificado e a Virgem Dolorosa 

Depois foi acolhido para o noviciado em Morrovalle, recebendo o hábito e assumindo o nome de Gabriel de Nossa Senhora das Dores, devido à sua grande devoção e admiração que nutria pela Virgem Dolorosa. Um ano após emitiu os votos religiosos e foi por um ano para a comunidade de Pievetorina para completar os estudos filosóficos. Em 1859 chegou para ficar um período com os confrades da Ilha do Grande Sasso. Foi a última etapa da sua peregrinação. Morreu aos vinte e quatro anos, de tuberculose, no dia 27 de fevereiro de 1862, nessa ilha da Itália. 

As anotações deixadas por Gabriel de Nossa Senhora das Dores em um caderno que foi entregue a seu diretor espiritual, padre Norberto, haviam sido destruídas. Mas, restaram de Gabriel: uma coleção de pensamentos dos padres; cerca de 40 cartas testemunhando sua devoção à Nossa Senhora das Dores e um outro caderno, este com anotações de aula contendo dísticos latinos e poesias italianas. 

Foi beatificado em 1908, e canonizado em 1920 pelo Papa Bento XV, que o declarou exemplo a ser seguido pela juventude dos nossos tempos. 

São Gabriel de Nossa Senhora das Dores, teve uma curta existência terrena, mas toda ela voltada para a caridade e evangelização, além de um trabalho social intenso que desenvolvia desde a adolescência. Foi declarado co-patrono da Ação Católica, pelo Papa Pio XI, em 1926 e padroeiro principal da região de Abruzzo, pelo Papa João XXIII, em 1959.

O Santuário de São Gabriel de Nossa Senhora das Dores, é meta de incontáveis peregrinações e assistido pelos Passionistas, é um dos mais procurados da Itália e do mundo cristão. A figura atual deste Santo jovem, mais conhecido entre os devotos como o "Santo do Sorriso", caracteriza a genuína piedade cristã inserida nos nossos tempos e está conquistando cada dia mais o coração de muitos jovens, que se pautam no seu exemplo para ajudar o próximo e se ligar à Deus e à Virgem Mãe.

São Gabriel das Dores, rogai por nós!

São Nicéforo

Nicéforo era um cidadão de Antioquia, atual Síria, nascido no ano 260. Discípulo e irmão de fé do sacerdote Sabrício, tornaram-se amigos muito unidos e viveram nos tempos dos imperadores Eutiquiano e Caio.

Não se sabe exatamente o porquê, mas Nicéforo cometeu algum mal com relação a Sabrício que nunca mais o desculpou. Pediu perdão muitas vezes, diga-se inclusive que ainda existem os registros desses seus pedidos. Mas, Sabrício nunca o concedeu, contrariando a própria religião cristã, da qual era sacerdote. Ele levou até o fim esta falta de solidariedade, apesar de Nicéforo ter chegado a se ajoelhar para implorar sua absolvição.

Um dia, Sabrício foi denunciado e processado por ser católico e compareceu ao tribunal. Em princípio parecia disposto a qualquer martírio, cheio de coragem e determinação. Assumiu ser sacerdote cristão, recusou-se a sacrificar aos deuses pagãos e resistiu às mais bárbaras torturas. Mas, ao ser condenado à morte e receber a ordem de se ajoelhar para ter a cabeça cortada, aceitou render homenagens aos deuses pagãos em troca de liberdade. Nicéforo, que assistira ao julgamento e chegara a pedir novamente perdão ao padre, dizendo que com isso ele teria o apoio de Deus para enfrentar as dores que o aguardavam, escandalizou-se com a infidelidade do estimado sacerdote. 

Mesmo sem ter sido acusado ou convocado ao tribunal, Nicéforo apresentou-se de livre e espontânea vontade como cristão, disposto a morrer no lugar daquele que renegara sua fé em Cristo. Minutos depois, foi executado. Os registros e a tradição narram que sua cabeça rolou na arena e acabou depositada justamente aos pés do insensível sacerdote Sabrício.

O Martirológio Romano registra outro santo com esse nome, que viveu mais de seis séculos depois e cuja atuação em defesa da unidade da Santa Mãe, a Igreja, não foi menos corajosa e eficiente. Por isso o culto à esse primeiro mártir permanece firme, vivo e constante ao longo do tempo e junto aos devotos, principalmente no mundo católico do Oriente.

São Nicéforo, rogai por nós!

quarta-feira

Primeira Leitura do dia 26/04/2014 - Quarta-feira - 7ª Semana do Tempo Comum - Ano A

1ª Leitura - Tg 4,13-17
Não sabeis nem mesmo o que será da vossa vida!
Devíeis dizer: Se o Senhor quiser.
Leitura da Carta de São Tiago 4,13-17
Caríssimos:
13E agora, vós que dizeis:
'Hoje ou amanhã iremos a tal cidade,
passaremos ali um ano, negociando e ganhando dinheiro'.
14No entanto,
não sabeis nem mesmo o que será da vossa vida, amanhó!
Com efeito, não passais de uma neblina
que se vê por um instante e logo desaparece.
15Em vez de dizer:
'Se o Senhor quiser, estaremos vivos
e faremos isto ou aquilo',
16vós vos gloriais de vossas fanfarronadas.
Ora, toda a arrogância deste tipo é um mal.
17Assim, aquele que sabe fazer o bem e não o faz
incorre em pecado.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus!

Salmo do dia 26/02/2014 - Quarta-feira - 7ª Semana do Tempo Comum - Ano A

Salmo - Sl 48, 2-3. 6-7. 8-10. 11 (R. Mt 5,3)
R. Felizes os humildes de espírito
porque deles é o Reino dos Céus!

2Ouvi isto, povos todos do universo, *
muita atenção, ó habitantes deste mundo;
3poderosos e humildes, escutai-me, *
ricos e pobres, todos juntos, sede atentos!R.
6Por que temer os dias maus e infelizes, *
quando a malícia dos perversos me circunda?
7Por que temer os que confiam nas riquezas *
e se gloriam na abundância de seus bens?R.
8Ninguém se livra de sua morte por dinheiro *
nem a Deus pode pagar o seu resgate.
9A isenção da própria morte não tem preço; *
não há riqueza que a possa adquirir,
10nem dar ao homem uma vida sem limites * 
e garantir-lhe uma existência imortal.R.
11Morrem os sábios e os ricos igualmente; +
morrem os loucos e também os insensatos, *
e deixam tudo o que possuem aos estranhos.R.

Evangelho do dia 26/02/2014 - Quarta-feira - 7ª Semana do Tempo Comum - Ano A

Evangelho - Mc 9,38-40
Quem não é contra nós é a nosso favor.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 9,38-40
Naquele tempo:
38João disse a Jesus:
'Mestre, vimos um homem expulsar demônios em teu nome.
Mas nós o proibimos, porque ele não nos segue.'
39Jesus disse:
'Não o proibais, pois ninguém faz milagres em meu nome
para depois falar mal de mim.
40Quem não é contra nós é a nosso favor.
- Palavra da Salvação.
- Glória a Vós, Senhor!